Notícias

05 de março

Coronavírus: novo decreto prevê abertura de serviços não essenciais

Serviços não essenciais podem funcionar das 10h às 17h, com 50% da capacidade total

 

O governo do Paraná prorrogou, nesta sexta-feira (5), o Decreto 6.983/2021 até a próxima quarta-feira (10), às 5h, para tentar conter o avanço da pandemia do coronavírus. Durante coletiva de imprensa, um novo decreto foi apresentado também.

 

O Decreto 7.020/2021, anunciado pelo governador Ratinho Junior e pelo secretário de Saúde, Beto Preto, passa a valer a partir do dia 10 de março até 17 de março, às 5h. Ele mantém o toque de recolher das 20h às 5h, permanecendo proibida a comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo neste horário.

 

Confira o que vai mudar com o novo decreto

 

  • Serviços não essenciais (comércios de rua não essenciais, galerias e centros comerciais e de prestação de serviços) podem funcionar das 10h às 17h, com 50% de ocupação, nos municípios com mais de 50 mil habitantes. No caso de municípios com menos de 50 mil habitantes, a orientação é para seguir a regulamentação municipal sobre a atividade;
  • Restaurantes, bares e lanchonetes podem funcionar, das 10h às 20h, com 50% de ocupação. Na modalidade delivery é possível operar 24 horas por dia. Fica vedado o take away (retire no balcão). Durante os finais de semana, é permitido o funcionamento apenas por meio das modalidades de entrega. Nos estabelecimentos localizados em rodovias, fica autorizado o consumo no local por motoristas profissionais;
  • Shopping centers podem funcionar das 11h às 20h, de segunda à sexta-feira, com limite de 50% da capacidade;
  • Academias de ginásticas podem voltar a atender, das 6h às 20h, de segunda à sexta-feira, com limite de 30% de ocupação;
  • Aulas presenciais em escolas e universidades particulares podem voltar a partir de quarta-feira (10), em modelo híbrido. Na rede pública, o retorno está previsto para segunda-feira (15), com 30% de ocupação;
  • Igrejas podem realizar cerimônias com 15% de ocupação;
  • Cinemas, eventos, festas, reuniões com aglomeração, confraternizações familiares ou de empresas e reuniões continuam suspensas.